Quando falamos de terceirização do financeiro, nossa experiência nos mostra que algumas empresas têm maior compatibilidade com o estilo Gestaff de BPO financeiro.

Para sermos coerentes com nosso propósito de transparência, precisamos deixar isso claro!

:: Volume de Documentos (contas a pagar e a receber) que NÃO exija a dedicação de uma pessoa em tempo integral. Nesses casos, não vai compensar financeiramente fazer a terceirização.

:: Gestor aberto a conhecer uma metodologia já testada e que funciona, mas que pode ser diferente da que está acostumado.

:: Gestor aberto a sugestões e implantação de métodos e padrões para criação de uma Cultura de Controles Financeiros. Caso contrário, não conseguiremos apresentar os melhores relatórios.

:: Gestor que queira ter acesso a relatórios gerenciais financeiros de qualidade, que dificilmente seriam gerados por uma pessoa sem experiência e sem metodologia apropriada.

:: Empresa cansada do turnover na área financeira, de treinar uma nova pessoa e de não poder confiar no novo contratado.

:: Empresa e gestor que não precisem de uma pessoa dentro da empresa, que possa ser aproveitada em outras tarefas.


 

 

 

Características  não compatíveis com a terceirização

:: Grande Volume de Documentos (contas a pagar e a receber).

:: Impossibilidade de planejamento do que se tem a pagar e a receber.

:: Impossibilidade de aceitar uma metodologia diferente do que está acostumado.

:: Necessidade de uma pessoa a disposição em tempo integral e dentro da empresa.

:: Gestor sem afinidade com tecnologias para comunicação e compartilhamento de documentos online.